PÊNDULO LUMINOSO

PÊNDULO LUMINOSO

Este é o experimento que fica na Unidade Móvel.
1.

PASSO 1: Girar a nave com velocidade sobre o planeta.

2.

PASSO 2: Variar a direção e a intensidade do movimento.

3.

PASSO 3: Observar o rastro da nave.

Este é o experimento que fica na Unidade Móvel.

PASSO 1: Girar a nave com velocidade sobre o planeta.

PASSO 2: Variar a direção e a intensidade do movimento.

PASSO 3: Observar o rastro da nave.

O QUE ACONTECEU: Ao movimentar a nave, gera-se ENERGIA CINÉTICA. Esta energia se transfere para o pêndulo, fazendo-o se movimentar. A trajetória da nave é caótica devido à ENERGIA POTENCIAL GRAVITACIONAL contida nela, que altera o movimento até que o objeto finalmente pare. Uma luz ultravioleta instalada na nave registra a trajetória.

ESSA TRANSFORMAÇÃO TAMBÉM APARECE…

No pêndulo do relógio. A troca entre energia potencial gravitacional e energia cinética é o princípio básico do pêndulo. Nesse caso, porém, o comportamento do pêndulo é bastante preciso e serve para calibrar os segundos dos relógios.

No balanço do parquinho. Assim como acontece no experimento, a trajetória do balanço pode se tornar caótica se houver alguma interferência – se, por exemplo, quem está se embalando se jogar para a direita ao invés de seguir o ritmo natural.

EXPERIMENTO NA SALA DE AULA

EXPERIMENTO 1: Para demonstrar o movimento caótico, você pode convidar seus alunos a uma vivência muito simples, para a qual só são necessárias folhas de papel. 

EXPERIMENTO 2: Com algum esforço e uma certa dedicação, vocês podem construir seu próprio pêndulo duplo utilizando madeiras e pregos.

EXPERIMENTO NA SALA DE AULA

EXPERIMENTO 1: Para demonstrar o movimento caótico, você pode convidar seus alunos a uma vivência muito simples, para a qual só são necessárias folhas de papel.

EXPERIMENTO 2: Com algum esforço e uma certa dedicação, vocês podem construir seu próprio pêndulo duplo utilizando madeiras e pregos.

INICIATIVA
REALIZAÇÃO
POLÍTICA DE PRIVACIDADE