CPFL nas escolas dá os primeiros passos na EMEB Professor Fernando José Bertazzo

10/07/2019

Os professores e alunos da EMEB Professor Fernando José Bertazzo, participante do CPFL nas Escolas – Energia em Jogo em Cosmópolis, não perderam tempo e já estão transformando a forma que consomem energia. Com o mapeamento da escola e entrevistas com a diretora, professores e funcionários, que fazem parte da Atividade 1, os estudantes estão entendendo que cada um de nós é responsável por realizar pequenas mudanças que fazem o mundo se tornar um lugar mais justo e bonito.

“A gente partiu da observação do que a escola gasta, o que está consumindo, as principais necessidades e depois partimos para a pesquisa”, conta a professora Geisa Soledade Pereira. Os alunos mapearam toda a escola para entender o que poderia ser feito prontamente para a diminuição do consumo de eletricidade. “Nós trocamos a luz elétrica que ficava acesa o dia inteiro pela luz natural em algumas salas que tinham janelas grandes. Foram coisas que as crianças observaram.”

Com as atividades em sala de aula e a visita das turmas à unidade móvel, os estudantes da EMEB Professor Fernando José Bertazzo se inspiraram e criaram projetos muito especiais. A ideia dos alunos é que cada vez mais pessoas ajudem nessa missão de transformar o jeito que consumimos energia elétrica para que ele seja mais eficiente e sustentável. Uma dessas iniciativas foi a distribuição de cartazes por toda escola, para que todos saibam do projeto!

Outra iniciativa foi a criação de um manual de boas práticas energéticas, afinal os alunos não queriam guardar todo o conhecimento que adquiriram com as atividades só para si! “Esse manual foi para estimular os 1ºs, 2ºs e 3ºs anos, que não participam ainda do projeto, para que eles também pudessem ajudar a reduzir o consumo de energia na escola”, conta a professora. Quanto mais pessoas fazendo parte melhor, né?

 

Após essas primeiras mudanças, os alunos estão se concentrando nas entrevistas com a diretora, professores e funcionários para entender mais sobre como funciona o consumo de eletricidade na escola. A expectativa é que a comunidade e as famílias dos estudantes se envolvam nessa trajetória. “Esperamos que através de todo esse trabalho que eles estão fazendo, as famílias sejam atingidas”, conta Geisa, que acredita que o aplicativo está sendo um grande aliado nesse quesito. “O projeto é importante para que eles tenham uma atitude, uma iniciativa de tomar a frente, ver o que é justo na visão deles”, completa Geisa.

E você, tem histórias pra contar sobre o projeto na sua escola? Compartilhe com a gente!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

INICIATIVA
REALIZAÇÃO
POLÍTICA DE PRIVACIDADE