8 dicas para se tornar um consumidor consciente de energia

21/01/2022

O consumo consciente ajuda o meio ambiente e diminui a conta de luz. Confira dicas de como economizar energia no dia a dia!

Assim como explica a Física, energia é o que determina movimento. A mesma regra se aplica à sociedade. Sem eletricidade, por exemplo, não há armazenamento de alimentos, água filtrada, banhos quentes ou acesso à internet. Mas, se a energia nunca se perde, por que ainda é importante economizá-la?

Apesar das constantes transformações, a produção dessa energia parte de recursos naturais. Até mesmo fontes consideradas limpas, como é o caso da água, são finitas e alteram profundamente o ecossistema local. Isso se deve, em grande parte, à estrutura necessária para manter as usinas elétricas em funcionamento.

Sendo assim, os custos socioambientais para atender às demandas da vida moderna são altos. Por outro lado, existem maneiras de evitar o desperdício destes recursos no dia a dia. Confira 8 dicas que vão te ajudar a se tornar um consumidor consciente de energia.

1. Deixe a luz natural entrar

 Durante o dia, a luz do sol favorece o desempenho de tarefas cotidianas sem o uso de iluminação artificial. Procure  deixar as janelas abertas e aproveite todas as oportunidades de realizar atividades ao ar livre, como ler, brincar, caminhar e por que não estudar? Dessa forma, você economiza energia elétrica e ainda promove benefícios à saúde mental e física.

2. Opte por ambientes claros

Partindo do mesmo ponto de vista, ambientes claros também são aliados no que se refere a economia de energia. Ainda segundo as leis da física, tons escuros absorvem mais luz e calor. Nesse caso, será necessário uma lâmpada mais potente para iluminar bem o cômodo. Logo, o gasto de energia elétrica também será maior.

3. Se possível, use lâmpadas de LED

Falando em iluminação artificial, você sabia que ela pode representar até 90% do consumo de eletricidade global? Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação e foram decisivos para o fim da comercialização de lâmpadas incandescentes no Brasil.

Apesar das lâmpadas fluorescentes serem uma boa alternativa para substituição, as de LED chegam a utilizar 70% a 80% menos energia.  Além disso, são recicláveis e vendidas por um preço mais acessível no mercado.

4. Procure otimizar o uso de eletrodomésticos

Precisamos falar sobre os eletrodomésticos. Geladeiras, microondas, máquinas de lavar roupa, todos são aparelhos de uso cotidiano. Portanto representam grande parte do consumo de energia dentro de casa.

Nesse sentido, algumas dicas práticas podem te ajudar a otimizar o uso dos aparelhos. Procure acumular o máximo possível de roupas para lavá-las e passá-las de uma só vez. Evite, também, deixar a geladeira aberta por muito tempo.A partir das 18h, o consumo de energia elétrica tende a ser maior. Isso faz com que a atividade nas usinas também aumente, demandando mais recursos naturais. Sendo assim, se possível,  organize a rotina para usar os aparelhos que mais gastam energia fora do período de pico, que vai até às 21h.

5. Avalie a eficiência energética dos aparelhos

 O Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) estabeleceu um sistema de avaliação para determinar os aparelhos que consomem menos energia. Quando a hora de substituir seus eletrodomésticos chegar, opte por marcas que apresentam o selo de eficiência energética Procel.

6. Evite deixar aparelhos ligados na tomada

 Ainda sobre eletrodomésticos e eletrônicos, uma dica é redobrar a atenção com  carregadores de celular, computadores e televisores. Mesmo desligados, estes aparelhos continuam a puxar energia quando estão conectados à tomada. Por isso, evite deixá-los plugados se não estiverem em uso.

7. Atenção na hora do banho

Os chuveiros elétricos apresentam chaves de eletricidade que regulam a temperatura, tanto nos dias frios quanto nos dias quentes. Porém, o conforto trazido por eles resulta de um grande consumo de energia.

Para evitar desperdício, verifique se a chave está posicionada de acordo com a estação do ano correspondente. Além disso, procure diminuir o tempo no banho. Afinal, 10 minutos são suficientes para garantir uma limpeza completa!

8. Prepare-se para o horário de pico

A partir das 18h, o consumo de energia elétrica tende a ser maior. Isso faz com que a atividade nas usinas também aumente, demandando mais recursos naturais. Sendo assim, se possível,  organize a rotina para usar os aparelhos que mais gastam energia fora do período de pico, que vai até às 21h.

Continue acompanhando o CPFL nas escolas!

Quer saber mais sobre eficiência energética e desenvolvimento sustentável? Continue acompanhando o portal do CPFL nas Escolas. A iniciativa, que realiza ações educativas em escolas do estado de São Paulo, tem como objetivo aliar educação e consumo consciente de energia.

A partir de materiais de apoio, professores e estudantes são convidados a desenvolver o pensamento científico ao mesmo tempo em que promovem eficiência energética dentro e fora da sala de aula. Conheça o projeto!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

INICIATIVA
REALIZAÇÃO
POLÍTICA DE PRIVACIDADE